Graduação | Engenharia de Petróleo

Objetivos do curso

O engenheiro de petróleo formado pela Escola Politécnica da USP é capacitado para atuar em diversos segmentos da cadeia produtiva do petróleo, mais especificamente aqueles relacionados à pesquisa de novas jazidas e à produção de petróleo e gás natural. Ou seja, desde os estudos geológicos iniciais, passando pela perfuração de poços, até a produção e o processamento primário do petróleo e do gás.

graduacao-petroleoPara prepará-lo para desempenhar essas diversas funções, o curso de Engenharia de Petróleo da Poli lhe confere formação multidisciplinar, incluindo em sua grade curricular, além das disciplinas tradicionais da engenharia, outras relacionadas à geologia, geofísica e sistemas oceânicos. Essa interdisciplinaridade de conhecimentos se reflete no próprio trabalho de campo do engenheiro de petróleo.

Na etapa inicial da pesquisa de petróleo, por exemplo, o profissional emprega a geologia e a geofísica para prospectar possíveis áreas onde possam ser encontradas jazidas de petróleo. Na fase de desenvolvimento, iniciada após a identificação de um novo reservatório de petróleo ou gás, o engenheiro de petróleo tem que avaliar o volume e a viabilidade técnica e econômica para a exploração desses compostos, além de realizar perfurações de poços para delimitar a área do reservatório e prepará-lo para a produção. Já na fase de produção, deve selecionar o sistema de elevação do petróleo e do gás mais adequado, bem como dimensionar o complexo de plataformas que será instalado.

Todo esse processo de pesquisa e produção é estudado na Poli também com o auxílio de softwares específicos. Essas ferramentas possibilitam ao futuro engenheiro caracterizar e simular o processo de produção de um reservatório a partir de informações relativas às rochas e à presença de petróleo e gás no local, representando o posicionamento dos poços e simulando o fluxo dos fluidos nesse reservatório virtual, visando obter informações que possibilitem otimizar a produção.

Para que essas atividades sejam vivenciadas na prática, durante o curso são promovidas visitas dos alunos a bases de produção de petróleo localizadas em diversas cidades brasileiras, onde podem vislumbrar os desafios com os quais irão se deparar quando estiverem atuando em campo. Os graduandos também têm a oportunidade de estagiar em empresas do setor com as quais a Poli mantém convênios. Tais parcerias, celebradas entre a instituição e empresas de pesquisa e produção de petróleo e gás, são fundamentais para manter o engenheiro de petróleo atualizado com novas tecnologias da área, que são desenvolvidas continuamente, visando aumentar as chances de descoberta de novas jazidas de petróleo e o melhor aproveitamento dos recursos.

Uma das tecnologias abordadas no curso de engenharia de petróleo da Poli é a de exploração de petróleo em campos profundos. Por meio de uma sólida formação teórica, o engenheiro de petróleo formado pela Poli aprende a dominar o processo tradicional de perfuração de rochas, bem como as particularidades da perfuração em grandes lâminas d’água.

Habilidades e Competências do Engenheiro de Petróleo

Além das competências comuns inerentes a todo graduado da Escola Politécnica, o Engenheiro de Petróleo possui competências para atuar nos seguintes setores:

  • Exploração e pesquisas petrolíferas
  • Engenharia de reservatórios
  • Engenharia de produção petrolífera off-shore
  • Perfuração e completação de poços
  • Logística da produção do óleo e gás
  • Estudos econômicos e de impactos ambientais do petróleo e gás
  • Estudos de captação e gerenciamento de águas

Em função das características intrínsecas do gerenciamento de riscos na indústria petrolífera, o profissional de Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica também está habilitado a atuar em áreas mais gerais da engenharia, como análises de risco, gerenciamento de recursos naturais, geoestatística e estudos de variáveis regionalizadas.

Atribuições Profissionais do Engenheiro de Petróleo

De acordo com a resolução N° 218, de 29/07/73, do CONFEA, ao engenheiro de Petróleo compete: “I – A execução das atividades 01 a 18 do 1° artigo dessa resolução estão relacionadas dimencionamento, avaliação e explotação de reservatórios, tansporte e industrialização de óleo; e seus serviços relacionados”.

Conteúdos Essenciais Específicos

O conteúdo curricular dos cursos de Engenharia da Escola Politécnica foram organizados em conteúdos básicos, conteúdos profissionais essenciais e indispensáveis, conteúdos específicos e essenciais específicos Os conteúdos profissionalizantes do curso de Engenharia de Petróleo estão listados no link a seguir:

GRADE CURRICULAR DA ENGENHARIA DE PETRÓLEO